sexta-feira, 9 de novembro de 2012

RÁDIO NA ESCOLA

Essa foi uma Oficina Pedagógica realizada na
Escola Estadual Professora Conceição Costa e Silva.
Objetivo proporcionar a integração e interação nas escolas utilizando a ferramenta de rádio como facilitador de aprendizagem. Destacando assim, o desenvolvimento dos alunos e professores, para uma aprendizagem significativa através da Rádio na Escola.

Esse vídeo foi elaborado com professores, assista e de sua opinião.


Foi realizada também uma Oficina com Professores e Alunos da UFRR, que teve como objetivo criar metodologias que viessem contribuir para o ensino e aprendizagem em sala de aula.


quarta-feira, 7 de novembro de 2012

HISTÓRIA EM QUADRINHO

Essas foram de Atividades realizadas nas Oficinas Pedagógicas "Integração das Tecnologias e Mídias no Espaço Escolar".

PROFESSOR FORMADOR: Ademar Ferreira Miranda Filho.


História 1 - La ciudad y el campo escrita pelo Professor Daniel

História 2 - clique aqui e veja a história na web SUBSTANTIVO escrita pelo Professor Ricardo




História 2 - clique aqui e veja a história na web SER PROFESSOR escrita pelo Professor Ricardo

História 2 - clique aqui e veja a história na web A viagem de Chico a praia escrita pela Professora Marta.




terça-feira, 11 de setembro de 2012

Oficina Hagáquê

Caros professores da oficina pedagógica "Integração das Mídias no Espaço Escolar".
Leia a apostila Hagáquê (História em Quadrinho). Criem suas história utilizando o software hagáquê, termnaremos essa atividade na proxima aula. Boa Sorte a todos...

MIDIATIZAÇÃO DA CULTURA

O surgimento e o desenvolvimento dos meios de comunicação podem ser considerados uma característica essencial da cultura ocidental e uma dimensão marcante da sociedade atual. O crescimento urbano desorganizado seguiu junto com a expansão dos meios eletrônicos. O desequilíbrio gerado pela urbanização irracional e especulativa é “compensado” pela eficácia comunicativa das redes tecnológicas. A expansão territorial e a massificação da cidade, que reduziram a interação entre os bairros, ocorreram junto com a reinvenção de laços sociais e culturais que passam através do rádio e da televisão. Atualmente, são estes meios que com sua lógica vertical e anônima, diagramam os novos vínculos invisíveis da sociedade.
Junto com a degradação política e a descrença em suas instituições, outros modos de participação se fortalecem. Homens e mulheres percebem que muitas das perguntas próprias dos cidadãos – a que lugar pertenço e que direitos isso me dá, como posso me informar, quem representa meus interesses – recebem sua resposta mais através do consumo privado de bens e dos meios de comunicação de massa do que nas regras abstratas da democracia ou pela participação coletiva em espaços públicos.
A crise das instituições tradicionais produtoras de sentido (escola, família, religiões, Estado, culturas locais) facilitou a constituição de novas instâncias geradoras e difusoras de sentido. O sistema midiático se tornou nas sociedades modernas talvez o principal fator gerador e difusor de símbolos e sentidos. Ele elabora e difunde, mesmo se de uma forma não totalmente intencional ou planejada, visões de mundo, sentidos e explicações para a vida e a prática das pessoas e, por isso, passa a influenciar sempre mais seu cotidiano, sua linguagem e suas crenças.
A partir dos discursos e das visões de mundo produzidos pelos sistemas de representação simbólica, os sujeitos podem se posicionar e construir sua identificação com determinados papéis, perfis, significados. Baseados nessa identificação subjetiva, na qual sempre estão presentes desejos e dinâmicas do inconsciente, os sujeitos afirmam ou não seu pertencimento: isso somos nós (e não aquilo), fazemos parte dessa cultura/povo/comunidade (e não daquela outra).
Apesar de dois terços da humanidade sequer fazer uso do telefone e continuar social e economicamente excluídos, os processos de mundialização financeira, econômica, cultural e política vigentes só foram possíveis por meio do desenvolvimento das infotelecomunicações e de seus aparatos. São eles que fornecem o substrato material para o processo de globalização cultural.
A informação e o entretenimento das maiorias procedem principalmente de um sistema deslocalizado, internacional, de produção cultural e cada vez menos da relação diferencial com um território e com os bens singulares nele produzidos. Várias décadas de construção de símbolos transnacionais criaram o que Renato Ortiz denomina uma “cultura internacional popular”, com uma memória coletiva feita com fragmentos de diferentes nações. A audiência de cada país vai se acostumando a que o “normal” na mídia sejam as narrativas espetaculares fabricadas a partir de mitos inteligíveis a espectadores de qualquer nacionalidade.
Bibliografia:
Consumidores e Cidadãos – Conflitos Multiculturais da Globalização
CANCLINI, Néstor García
Cultura Midiática e Educação Infantil – MOREIRA, Alberto da Silva

domingo, 9 de setembro de 2012

Atividade da Oficina

Aos alunos que estão com atividades pendentes.


  • Trazer na próxima aula o Jornal Impresso no pendrive.
  • Concluir o Jornal Online.
  • Não esquecer de levar as histórinhas para darmos inicio ou Hagáquê (história em quadrinho).
Bom sorte a todos...

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

OFICINA PEDAGÓGICA

Nesta Sexta-Feira dia 31 de agosto de 2012, será realizada oficina pedagógica "Integração das Mídias no Espaço Escolar", afim de favorecer novas aprendizagem das novas tecnologias e mídias no espaço escolar.

As Oficinas são:

Portal da TV Escola;

Editor de Vídeo;

Jornal Impresso;

Jornal Online;

Hagáquê (História em Quadrinho);

Cmap Tool (Mapa Conceitual);

Rádio na Escola;


Sejam Bem Vindos...

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

OFICINAS PEDAGÓGICAS

O CENTRO ESTADUAL DE PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO DOS ESTADO DE RORAIMA - CEFORR, através da Gerência de Formação em Tecnologia Educacional realizará Oficinas Pedagógicas "Integração das Mídias no Espaço Escola".
  • Portal da Tv Escola;
  • Criação da Vídeo;
  • Jornal Impresso e Online;
  • Hagáquê (história em quadrinho);
  • Cmap Tool (mapa conceitual);
  • Rádio na Escola;

Afim de favorecer novas aprendizagens  e mudanças nas práticas pedagógicas.
As inscrições será realizada de 13 a 17 de agosto.
A realização será as terça-feira e quinta-feira, nos dias 21, 23, 28 e 30 de agosto, 04, 06, 11, 13, 18 e 20 de setembro de 2012.
Local da inscrição: Secretaria Acadêmica - CEFORR;
Local da realização: Laboratório de informática da escola Barão do Parima.

Participe!!

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

APOSTILA CMAP TOOL


GERÊNCIA DE FORMAÇÃO EM TECNOLOGIA EDUCACIONAL
TV ESCOLA

Ademar Ferreira Miranda Filho

COMO TRABALHAR COM MAPA CONCEITUAL – CMAP TOOL

1º Click com o botão esquerdo do mouse no menu iniciar, ir em todos os programas/IHCM Cmap Tool e clique com o botão esquerdo para abrir o programa.

2º passo: Aparecerá a interface do Cmap Tool. Ir em Arquivo/ Novo Cmap Tool, tecla de atalho Ctrl + N.

Aparecerá está janela.

3º Clique duas vezes com o botão esquerdo do mouse na área branca.

4º passo: No centro da interface existe um ícone que tem duas setas, uma para a esquerda, outra para a direita. Clique nas setas e arraste proporcionando uma distância linear aceitável.

5º passo: O próprio programa criará autoformas, setas e local onde será digitalizado o assunto.

6º passo: Você pode inserir quantas autoformas desejar, vai depender de seu projeto e sua criatividade.

7º passo: Clique duas vezes dentro da autoforma digite o tema desejado, para formatar o tema, clique segure e arraste para selecionar, use a caixa de formatação que está ao lado direito da tela, utiliza todas as opções desejadas.

8º passo: Use também as opções Fonte, Objeto, Linha.

9º passo: Antes de montar seu mapa crie um esquema para desenvolver o seu projeto.

10º passo: Vamos salvar seu projeto: Ir em Arquivo/Salvar mapa conceitual como.

11º passo: Em nome: digite o nome do seu projeto, em Palavras-chave: Insira palavras-chaves, e clique em salvar.

12º passo: Vamos salvar como Imagem: Ir em arquivo/ExportCmap As/Image File.

13º passo: Escolha onde deseja salvar, em File Name: Insira o Nome do Projeto, e clique em Save. Pronto seu projeto já esta salvo como Imagem.

Dessa maneira você pode usa-lo no Data Show, inserir no Editor de Texto, em Slide, ou Planilha.

Boa Sorte ....

Boa Vista –RR, 23 de maio de 2012.

APOSTILA JORNAL IMPRESSO

Gerência de Formação
em Tecnologia Educacional/TV Escola
Ademar Ferreira Miranda Filho
Essa apostila ensinará a criar o Jornal Impresso.
Primeiramente vamos abrir o Editor de texto, Ir em Menu Iniciar/Ferramenta de Produtividade/Editor de Texto Writer ou processador de Texto Writer.
Quando ele abrir salve-o logo.
Menu Arquivo/Salvar como, abrirá uma janela de salvamento, na parte superior;
/Home/aluno/documento, se sua pasta estiver no Desktop salve seu documento lá, se for salvar seu documento na pasta documentos deixe como está.
Dica para salvar seu documento no Desktop: Menu Arquivo/Salvar como, abrirá uma janela de salvamento, na parte superior;
/Home/aluno/documento, na mesma linha onde esta escrita no final existe três ícones, no primeiro da esquerda pra direita, clique uma vez e ficara assim:
/home/aluno, clique duas vezes em desktop, procure sua pasta e clique duas vezes.
Em nome do arquivo digite o tema;
Em tipo do arquivo escolha a opção Microsoft Word 97/2000/XP (doc.).
E Clique em Salvar. Pronto seu documento já esta salvo na sua pasta.
Após salvar seu documento, insira um Cabeçalho, clique no Menu inserir com o botão esquerdo do mouse, clique em Cabeçalho/Padrão.
Digite o tema desejado, aperte duas vezes a tecla Enter, e digite a data do dia.
Clique abaixo, onde você digitará o texto, clique no Menu Formatar/Página, escolha a opção Colunas, em colunas clique no último quadrado, na opção Espaçamento ao lado coloque 0,20cm, e clique em OK.
Para inserir uma auto forma ao seu editor de texto, ir em Exibir/Barra de Ferramentas/Desenho.
Ao lado da autoforma clique na seta, escolha uma opção, o cursor ficará em forma
 
de cruz, clique com o botão
esquerdo do Mouse, segure e
araste até fica no tamanho desejado.
Para digitar um texto a autoforma, clique duas vezes em cima da autoforma.
Para formatar a autoforma, em cima da autoforma com o botão direito do mouse, clique em área use todas as formatações disponíveis.
1º Área: escolha a cor da autoforma, use a barra de rolagem para escolher mais cores;
2º Sombra: clique em "utilizar sombra" em posições escolha onde quer colocar a sombra, em "distância" escolha o tamanho da sombra, em "cor" escolha a cor da sombra;
3º Transparência: clique em transparência ou em gradiente;
4º Gradiente: Em "De" escolha a cor superior da sua autoforma, em "Para" escolha a cor de baixo, e clique em OK para finalizar.
Para inserir uma imagem no Jornal Impresso, abra o Navegador Web, na barra de endereço digite www.google.com , clique em Imagem na barra de pesquisa do Google digite o tema referido aperte Enter, ou em pesquisar.
Para copiar a imagem: clique na imagem com o botão direito do mouse, clique em copiar, vá ao editor de texto e clique com o botão direito do mouse, clique em colar.
Para expandir a imagem clique em cima da imagem com o botão esquerdo do mouse, aparecerão uns pontos nas bordas da imagem, coloque o cursor no canto e aparecerá uma seta indicando para a esquerda a para a direita, clique e arraste.
Para inserir um conteúdo da internet: abra o Navegador Web, na barra de endereço digite www.google.com , clique em Pesquisar na barra de pesquisa do Google digite o tema referido aperte Enter, ou em pesquisar, clique no inicio do texto com o botão esquerdo do mouse segure e arraste, clique em cima do texto com o botão direito do mouse, em copiar, ir no editor de texto do jornal impresso, clique com o botão direito do mouse, onde você irá inserir o texto e clique em colar.
OBS: Para você usar a coluna na direita, aperte Enter até o curso ir para o final da coluna da direita;
Para inserir um link: Digite uma palavra chave, selecione a palavra que deseja fazer o link;
Ir em Inserir/hyperlink, abrirá uma janela

APOSTILA JORNAL ONLINE


Apostila Jornal Online

Ademar Ferreira Miranda Filho

Essa apostila ensinará a criar o Jornal Online.

Primeiramente vamos abrir o Editor de texto, Ir em Menu Iniciar/Ferramenta de Produtividade/Editor de Texto Writer ou processador de Texto Writer.

 Quando ele abrir salve-o logo.

Menu Arquivo/Salvar como, abrirá uma janela de salvamento, na parte superior;

/Home/aluno/documento, se sua pasta estiver no Desktop salve seu documento lá, se for salvar seu documento na pasta documentos deixe como está.

Dica para salvar seu documento no Desktop: Menu Arquivo/Salvar como, abrirá uma janela de salvamento, na parte superior;

/Home/aluno/documento, na mesma linha onde esta escrita no final existe três ícones, no primeiro da esquerda pra direita, clique uma vez e ficara assim:

/home/aluno, clique duas vezes em desktop, procure sua pasta e clique duas vezes.

Em nome do arquivo digite o tema;

Em tipo do arquivo escolha a opção Microsoft Word 97/2000/XP (doc.).

E Clique em Salvar. Pronto seu documento já esta salvo na sua pasta.

Após salvar seu documento, insira um Cabeçalho, clique no Menu inserir com o botão esquerdo do mouse, clique em Cabeçalho/Padrão.

Digite o tema desejado, aperte duas vezes a tecla Enter, e digite a data do dia.

Clique abaixo, onde você digitará o texto, clique no Menu Formatar/Página, escolha a opção Colunas, em colunas clique no último quadrado, na opção Espaçamento ao lado coloque 0,20cm, e clique em OK.

Para inserir uma auto forma ao seu editor de texto, ir em Exibir/Barra de Ferramentas/Desenho.

Ao lado da autoforma clique na seta, escolha uma opção, o cursor ficará em forma de cruz, clique com o botão esquerdo do Mouse, segure e araste até fica no tamanho desejado.

Para digitar um texto a autoforma, clique duas vezes em cima da autoforma.

Para formatar a autoforma, em cima da autoforma com o botão direito do mouse,

 

clique em área use todas as formatações disponíveis.

1º Área: escolha a cor da autoforma, use a barra de rolagem para escolher mais cores;

2º Sombra: clique em "utilizar sombra" em posições escolha onde quer colocar a sombra, em "distância" escolha o tamanho da sombra, em "cor" escolha a cor da sombra;

3º Transparência: clique em transparência ou em gradiente;

4º Gradiente: Em "De" escolha a cor superior da sua autoforma, em "Para" escolha a cor de baixo, e clique em OK para finalizar.

Para inserir uma imagem no Jornal Impresso, abra o Navegador Web, na barra de endereço digite www.google.com , clique em Imagem na barra de pesquisa do Google digite o tema referido aperte Enter, ou em pesquisar.

Para copiar a imagem: clique na imagem com o botão direito do mouse, clique em copiar, vá ao editor de texto e clique com o botão direito do mouse, clique em colar.

Para expandir a imagem clique em cima da imagem com o botão esquerdo do mouse, aparecerão uns pontos nas bordas da imagem, coloque o cursor no canto e aparecerá uma seta indicando para a esquerda a para a direita, clique e arraste.

Para inserir um conteúdo da internet: abra o Navegador Web, na barra de endereço digite www.google.com , clique em Pesquisar na barra de pesquisa do Google digite o tema referido aperte Enter, ou em pesquisar, clique no inicio do texto com o botão esquerdo do mouse segure e arraste, clique em cima do texto com o botão direito do mouse, em copiar, ir no editor de texto do jornal impresso, clique com o botão direito do mouse, onde você irá inserir o texto e clique em colar.

OBS: Para você usar a coluna na direita, aperte Enter até o curso ir para o final da coluna da direita;

Para inserir um hyperlink de uma Palavra:
Abra o Navegador Web, na barra de endereço digite www.google.com , clique em Pesquisar na barra de pesquisa do Google digite o tema referido aperte Enter, ou em pesquisar. Clique no link do site, após o site abrir. Na barra de endereço do site pesquisado, selecione o endereço da página, com o botão direito selecione copiar.

Ir no editor de texto "Jornal online" Digite uma palavra chave na primeira coluna, selecione a palavra que deseja fazer o link.

Escolha a opção "Internet", Ir em Inserir/hyperlink, abrirá uma janela. Ir em "Destino", e

cole o endereço do link que você copiou no site. Clique em "Aplicar" e "Fechar".

Para usar o hyperlink, segure o Ctrl + clique em cima do link, a página do link será aberta.

Para inserir um hyperlink de uma Imagem da internet: Abra o Navegador Web, na barra de endereço digite www.google.com , clique em Pesquisar na barra de pesquisa do Google digite o tema referido aperte Enter, ou em pesquisar, escolha a opção Imagem. Na barra de endereço da Imagem pesquisada, selecione o endereço da Imagem, com o botão direito selecione copiar.

Ir no editor de texto "Jornal online" inserir uma imagem, selecione a imagem que deseja fazer o link.

Escolha a opção "Internet", Ir em Inserir/hyperlink, abrirá uma janela. Ir em "Destino", e cole o endereço do link que você copiou no site. Clique em "Aplicar" e "Fechar".

Para usar o hyperlink, segure o Ctrl + clique em cima do link a página do link será aberta.

OBSERVAÇÃO: Esse é apenas um teste para a execução do Jornal Impresso, nesse sentido, o jornal Online será feito no blog ou site, tendo em vista que ele será publicado e visto por todos.

APOSTILA HAGÁQUÊ

Essa apostila ajudará no desenvolvimento das atividades relacionadas a história em quadrinho (hagáquê).

 Click Aqui   Apostila Hagáquê

APOSTILA WEBQUEST

Essa apostila possibilitara um aprendizado mais abrangente acerca do que é uma Webquest. Pois sua contribuição no aprendizado ajuda no desenvolvimento pedagógico do aluno.

 

Apostila Webquest

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Oficina Pedagógica

O CEFORR através da Gerências de Formação em Tecnologia Educacional parabeniza a Escola Estadual São Vicente de Paula pela capacitação dos professores.

Oficina Pedagógica "Integração das Novas Tecnololias e Mídias no Espaço Escolar na Escola .


Oficinas:
Portal da TV Escola e suas Ferramentas;
Jornal Impresso;
Jornal Online;
Rádio na Escola;
Hagáquê (história em quadrinho0;
Cmap Tool (mapa conceitual);

terça-feira, 5 de junho de 2012

Jornal Online


JORNAL IMPRESSO

1º edição                                                                          Boa Vista – RR



 Tecnologia

 

















video Tecnologia
 

EQUIPE DA GERÊNCIA DE FORMAÇÃO EM TECNOLOGIA EDUCACIONAL



segunda-feira, 4 de junho de 2012

Oficina Pegagógica na Escola Monteiro Lobato

Oficina Pedagógica "Integração das Mìdias no Espaço Escolar".
Oficinas: Criação de Vídeo, Jornal Impresso, Jornal Online, Rádio na Escola,
Hagáquê (História em Quadrinho), Cmap Tool (Mapa Conceitual).

sábado, 2 de junho de 2012

HAGÁQUÊ - HISTÓRIA EM QUADRINHO

Aprenda a criar história em quadrinho nesse programa que é um sucesso. Use sua criatividade e explore todas as ferramentas que este programa disponibiliza.


Clique aqui para fazer o Download do Programa Hagáquê.

Como instalar Hagáquê no Linux 3.0



 


segunda-feira, 28 de maio de 2012

GERÊNCIA DE FORMAÇÃO EM TECNOLOGIA EDUCACIONAL

TV ESCOLA


Ademar Ferreira Miranda Filho





COMO TRABALHAR COM MAPA CONCEITUAL – CMAP TOOL



1º Click com o botão esquerdo do mouse no menu iniciar, ir em todos os programas/IHCM Cmap Tool e clique com o botão esquerdo para abrir o programa.          

2º passo: Aparecerá a interface do Cmap Tool. Ir em Arquivo/ Novo Cmap Tool, tecla de atalho Ctrl + N.

 Aparecerá está janela.
 
3º Clique duas vezes com o botão esquerdo do mouse na área branca.


4º passo: No centro da interface existe um ícone que tem duas setas, uma para a esquerda, outra para a direita. Clique nas setas e arraste proporcionando uma distância linear aceitável.

5º passo: O próprio programa criará autoformas, setas e local onde será digitalizado o assunto.

6º passo: Você pode inserir quantas autoformas desejar, vai depender de seu projeto e sua criatividade.

7º passo: Clique duas vezes dentro da autoforma digite o tema desejado, para formatar o tema, clique segure e arraste para selecionar, use a caixa de formatação que está ao lado direito da tela, utiliza todas as opções desejadas.

8º passo: Use também as opções Fonte, Objeto, Linha.

 
9º passo: Antes de montar seu mapa crie um esquema para desenvolver o seu projeto.


10º passo: Vamos salvar seu projeto: Ir em Arquivo/Salvar mapa conceitual como.


11º passo: Em nome: digite o nome do seu projeto, em Palavras-chave: Insira palavras-chaves, e clique em salvar.


12º passo: Vamos salvar como Imagem: Ir em arquivo/ExportCmap As/Image File.


13º passo: Escolha onde deseja salvar, em File Name: Insira o Nome do Projeto, e clique em Save. Pronto seu projeto já esta salvo como Imagem.

Dessa maneira você pode usa-lo no Data Show, inserir no Editor de Texto, em  Slide, ou Planilha.




Boa Vista –RR, 23 de maio de 2012.

APOSTILA WEBQUEST

Gerência de Formação em Tecnologia Educacional/TV Escola

Ademar Ferreira Miranda Filho

WEBQUEST
Em geral, uma webquest é elaborada pelo professor, para ser solucionada pelos alunos, reunidos em grupos.
A webquest sempre parte de um tema (o Egito Antigo, por exemplo) e propõe uma Tarefa, que envolve consultar fontes de informação especialmente selecionadas pelo professor.
Essas fontes (também chamadas de recursos) podem ser livros, vídeos, e mesmo pessoas a entrevistar, mas normalmente são sites ou páginas na Web.
É comum que a Tarefa exija dos alunos a representação de papéis (faraó, arquiteto, escravo), para promover o contraste de pontos de vista ou a união de esforços em torno de um objetivo.
Bernie Dodge divide a webquest em dois tipos, ligados à duração do projeto e à dimensão de aprendizagem envolvida:
Webquest curta - leva de uma a três aulas para ser explorada pelos alunos e tem como objetivo a aquisição e integração de conhecimentos.
Webquest longa - leva de uma semana a um mês para ser explorada pelos alunos, em sala de aula, e tem como objetivo a extensão e o refinamento de conhecimentos.
 
 
 Introdução
 A Introdução é um texto curto, que apresenta o tema e antecipa para os alunos que atividades eles terão de realizar.
Se a WQ tem um cenário ou pede representação de papéis ("Você é um detetive tentando descobrir um poeta misterioso"), isso deve ser mencionado na Introdução.
 
 
 Tarefa
 
 
A Tarefa descreve que “produto” se espera dos alunos ao final da webquest e que ferramentas devem ser utilizadas para elaborá-lo (um determinado software, por exemplo).
Exemplos de Tarefas:
Resolver um problema;
Solucionar um mistério;
Formular e defender uma opinião;
Analisar uma problemática;
Colocar em palavras uma descoberta pessoal;
Elaborar um resumo;
Inventar uma mensagem persuasiva;
Redigir um relato jornalístico, ou qualquer coisa que exija dos aprendizes processar e transformar as informações coletadas.
 
 
 Processo
 
 
O Processo deve apresentar os passos que os alunos terão de percorrer para desenvolver a Tarefa. Quanto mais detalhado for o processo, melhor.
Exemplo:
Primeiro, formem grupos de três alunos.
Em seguida, decidam o papel que cada um vai representar.
...e assim por diante.
Na seção Processo, também cabe sugerir de que forma os alunos deverão organizar as informações que serão reunidas: usando fluxogramas, mapas mentais, mapa conceitual, checklists etc.
 
 
 Fontes de informação
 
 
As fontes de informação (também chamadas de recursos) são os sites e páginas Web que o professor escolhe e que devem ser consultados pelos alunos para realizar a Tarefa.
As fontes de informação costumam ser parte integrante da seção Processo, mas também podem constituir uma seção separada.
 
 
Avaliação
 
 
Na seção Avaliação, o aluno deve ser informado sobre como o seu desempenho será avaliado e em que casos a verificação será individual ou coletiva.
O gabarito de avaliação abaixo pode ser usado pelo professor para montar essa seção. O que aparece na tabela são instruções do que o professor deve escrever em cada coluna:
 
 
 Conclusão
 
 
A Conclusão deve resumir, em poucas frases, os assuntos explorados na webquest e os objetivos supostamente atingidos.
A conclusão é também o espaço para incentivar o aluno a continuar refletindo sobre o assunto, através de questões retóricas e links adicionais.
 
 
 Créditos
 
 
A seção de Créditos deve apresentar as fontes de todos os materiais utilizados na webquest: imagens, músicas, textos, livros, sites, páginas Web.
Se as fontes são sites ou páginas Web, colocam-se os links. Quando os materiais são físicos, colocam-se as referências bibliográficas.
Créditos é também o espaço dos agradecimentos a pessoas ou instituições que de algum modo tenham colaborado na elaboração da webquest.